Dicas e curiosidades
Filhotes

A ESCOLHA DO FILHOTE

Quando for possível escolher o filhote em uma ninhada busque aqueles que são mais ativos e expertos; pois filhotes com estas características, geralmente apresentam melhor desempenho durante toda a sua vida.

Caso esteja comprando um filhote de raça, procure saber antes todas as características, para escolher sempre o melhor exemplar.

O FILHOTE CHEGA EM CASA

No seu novo lar, o filhote precisa Ter o seu espaço bem definido; um local onde ele possa descansar; algo como uma cesta, caminha, toalha ou cobertor. Ele precisa saber que é aquele o seu território e que naquele espaço, ele pode fazer de tudo ou quase tudo.

Quando o filhote é comprado pôr solicitação de crianças, é preciso orientá-las que ele precisa de cuidados, como dar água, comida e banhos. Distribuir responsabilidades e tarefas para que elas aprendam a respeitá-las como um ser vivo e não somente como um brinquedo.
Os primeiros dias do filhote em seu novo lar devem ser tranqüilos e você dever ser paciente e compressivo. À noite, coloque uma bolsa de água morna e um cobertor na cama do filhote; isto fará com que ele se sinta protegido e não reclame da falta da mãe e do resto da ninhada. Um relógio mecânico ajuda a mantê-lo calmo, pois simula os batimentos cardíacos da mãe. Uma música pode aliviar a tensão da solidão. Se ele choramingar, não o repreenda nem o leve para cama com você, pois em poucos dias ele terá se acostumado a dormir sozinho durante toda à noite.
A alimentação do seu filhote não deverá ser alterada bruscamente nos primeiros dias. Mantenha a mesma oferecida pelo criador, uma vez que distúrbios intestinais são freqüentes e passageiros devido ao estresse.

Animais jovens (até o quinto mês de vida), normalmente dormem várias horas pôr dia. Não se deve incomodá-los e ou pegá-los com freqüência. Evite chamar seu nome apenas para vê-lo atender. Quando for chamá-lo, chame-o com carinho; a chamada do nome deve corresponder a uma ordem simpática e agradável.

Falar alto e gritar são atitudes inúteis, pois o sentido da audição é muito aguçado; para chamar a atenção diga apenas o nome dele em um tom de voz diferente do usado normalmente. Quando for chamar a atenção faça sempre no momento que ele cometeu o delito, pois passados alguns minutos, ele não saberá o porque está sendo repreendido.

ALIMENTAÇÃO DO FILHOTE

Para que o filhote apresente um bom desempenho de crescimento, é necessário que ele receba uma adequada alimentação, balanceada de acordo com a necessidade da raça.

Filhotes de raças diferentes necessitam de diferentes níveis de proteínas, minerais e vitaminas. Esta informação deve ser obtida com o seu veterinário, pois somente ele poderá indicar o alimento mais apropriado para o seu filhote.

Animais com idade variando entre 2 e 6 meses, devem receber no mínimo 3 refeições diárias, sempre observando horários regulares, mesma comedouro e local. A água deve ser deixada a disposição o dia todo, devendo ser trocada diariamente.

A quantidade de alimento a ser oferecida, vai variar de acordo com a raça, idade e qualidade do alimento a ser oferecida. É importante observar que o filhote está em franco crescimento até os 10 meses de vida e, portanto, as quantidades estarão variando para mais, quase que diariamente.

Quando você oferece o alimento ao seu animal, estabelece-se uma relação de carinho e amor muito grande. Sempre que for dar o alimento, converse com ele e dê carinho. Para animais que convivem dentro de casa, é recomendado que ele receba o alimento antes da sua da refeição das pessoas da casa, para que ele não fique implorando pôr comida, pois os alimentos humanos não são recomendados para os animais. Outra alternativa para driblar o apetite dos animais na hora da mesa, é oferecer-lhe os biscoitos para animais, pois ele pensará que está comendo o mesmo que você.

DICAS ÚTEIS

Não ofereça comida caseira, guloseimas e sobras, pois além destes alimentos não serem específicos para cães, podem causar distúrbios intestinais, reações alérgicas, deficiências nutricionais e lavar à obesidade.
CUIDADO: ossos de galinha e costela de boi podem engasgar o seu filhote.
Mantenha uma rotina de horário. Deixe o alimento à disposição somente 20 minutos e após retire o comedouro, mesmo que o filhote não tenha comido tudo. Ofereça a mesma variedade de alimento somente na próxima refeição.

A EDUCAÇÃO DO FILHOTE

O processo de educação do filhote propriamente dita, começa quando ele chega ao novo lar. os filhotes naturalmente são limpos: eles nunca sujam o local onde dormem ou onde se alimentam, a não se quando estejam doentes ou não tenham possibilidade de sair do local. Aos dois meses o controle de fezes e urinas estão plenamente desenvolvidas. Sua adaptação ao meio ambiente humano e as regras da casa não são complicadas; um pouco de paciência no início e, sobretudo saídas freqüentes e regulares pela manhã, tarde ou após as refeições, é a chave para o sucesso.
Os filhotes não têm a mínima noção entre um tapete oriental e um pano de chão e, portanto, você precisa orientá-lo sobre o local adequado para fazer as necessidades. Existem inúmeros produtos que auxiliam o filhote a orientar-se sobre o local adequado para as suas necessidades. Procure o seu Veterinário para saber sobre o produto mais adequado para o seu filhote.
Os filhotes apresentam uma infância muito rápida se comparada aos seres humanos. É bastante comum que eles "aprontem" muito até o oitavo mês de vida. Nesta fase é necessário deixar a disposição brinquedos para que eles possam divertir-se. Existem no mercado diversos tipos que você pode escolher.


« Voltar